• Travo na hora de falar inglês na entrevista, e agora?

    16 jan 2017
  • Lembro-me bem do primeiro convite para fazer uma entrevista em inglês! Foi um misto de felicidade, pois havia sido aprovada na primeira etapa do processo seletivo, mas em seguida veio o baque, e se eu travar?

    Mesmo após 6 anos de estudo e já me considerando com um bom conhecimento da língua, a notícia deu um frio na barriga daqueles! E não pude deixar de pensar nas piores coisas que poderiam acontecer durante a entrevista… E se eu gaguejar? E se esquecer uma palavra? Pior, e se eu encarnar o Mr. Bean, ficar monossilábica e completar o fiasco fazendo gestos e sinais que mais sinalizam o meu desespero do que qualquer mensagem inteligível?

    Mesmo obtendo sucesso nessa entrevista, é inevitável não reconhecer os possíveis momentos de angústia que o avaliado passa quando não se sente 100% confortável em um idioma e mais ainda, quando a avaliação pode levar para o tão sonhado estágio ou programa de trainee. O que fazer para que a experiência realmente mostre o seu potencial?

    Sem dúvidas, é importante ter uma base da língua estrangeira, mas não adianta querer decorar toda a lista de phrasal verbs e vocabulários sofisticados para mostrar traquejo no idioma. O primeiro passo é saber o que contar durante a conversa. O entrevistador terá tanto interesse por avaliar o seu inglês quanto por saber da sua história, então tenha em mente os pontos importantes de sua trajetória para que a conversa tenha mais naturalidade e você tenha mais segurança ao se apresentar para o entrevistador. Mesmo que o objetivo da avaliação não esteja em entender o seu perfil, você evitará perder o foco na sua comunicação, tendo um objetivo claro em seu discurso.

    Você pode se perguntar: “Ok! Já entendi que estudar o dicionário não é uma boa estratégia, mas vale pesquisar algumas palavras e expressões específicas, com base na minha vivência”?  Claro que sim! Uma boa saída é pesquisar sobre vocabulário específico de sua área, para que não fique travado durante a conversa. Gaguejar ou tentar se lembrar de uma palavra durante a sua fala não é um pecado, mas se perder ou interromper sua linha de pensamento por muito tempo por causa disso, pode ser. Caso durante a conversa você se esquecer de uma palavra em inglês, não tenha medo de explicar o que você precisa utilizando outros vocábulos, mesmo que acredite que havia uma palavra mais direta ou mais adequada. O objetivo é fazer-se entender!

    Treinar algumas respostas não é, necessariamente, algo ruim, porém é importante que o entrevistador não tenha a impressão de estar escutando um áudio gravado. É importante seguir o direcionamento que o recrutador dá durante o bate-papo, pois a sua flexibilidade com o idioma também pode estar sendo testada.

    Não tenha medo de falar para o espelho! Melhor ainda se você se gravar enquanto fala inglês! Isso ajuda a reconhecer suas expressões e trabalhar em algum vício de linguagem que tenha sem se dar conta. Com o smartphone essa tarefa ficou fácil e ajuda até a trocar com amigos, que também podem ajudar a identificar pontos de melhoria!

    Mas fique atento: ser honesto sobre sua fluência é essencial. Sabe aquele caso do pote de sorvete no congelador, que na verdade continha feijão? Por mais que você adore feijão, será difícil segurar a decepção. Caso seja convidado para fazer uma entrevista em inglês, com certeza sua declaração do nível de conhecimento do idioma foi levada em consideração.  Além disso, o uso do idioma durante o estágio/emprego será exigido.

    Ah, também é importante notar que é natural ter sotaque de sua língua-mãe e a probabilidade do recrutador também ter, é grande. Foque realmente em fazer um bom uso da gramática, revise vocabulário técnico/específico referente às suas vivências e não tenha medo de pesquisar mais sobre dicas para entrevistas em inglês pela web afora. O importante é estar confiante e sentir-se preparado para o desafio!

    We wish you great success in your next interview in English!

    Michelle Ferreira
    Consultora da Cia de Talentos

     

     

  • Compartilhe: